Desconstruindo o conceito da "Casa dos Sonhos"


Casar é caro. Comprar uma casa, então, nem se fala!
Móveis, carro, rancho do mês, despesas com o cachorro... filhos!
É muita coisa, muito dinheiro.

São poucas pessoas que conseguem se casar com uma casa própria. Graças à Deus nós conseguimos, mas sabemos que não é assim para tudo mundo. Para quase ninguém, na verdade.
Também não são todos que compram uma casa e conseguem mobiliar tudo antes de casar.
Reformar? Só se o dinheiro estiver sobrando mesmo. Não sei por aí, mas por aqui a crise já chegou.

A questão é que nós vemos tanta gente comprando casa, reformando e decorando tão rápido, que ficamos desesperados e desanimados com a nossa situação (e olha que consegui comprar minha casa novinha, imagina quem nem isso conseguiu!).
Me pego pensando nessa questão e fico super chateada. Muita gente fica. Mas hoje eu vim para desconstruir uma ideia errada que tem sido colocada nas nossas cabeças todos os dias.

Não existe padrão para a "Casa dos Sonhos". Na verdade, a tradução desse termo parece estar mais para "casa-de-alto-padrão-que-eu-nunca-vou-conseguir-ter".
Mas sabe de uma coisa? A minha casa de menos de R$200.000 é a minha casa dos sonhos no momento. É o que eu tenho!
Ela é meu teto, meu abrigo, meu lar onde tenho privacidade, um marido maravilhoso e um cachorro fofíssimo que a dividem comigo.
Não importa se ela não tem porcelanato no chão, se eu não consegui mobiliar nem um cômodo por completo ainda e nem o fato de não poder fazer os armários planejados no estilo nórdico, com luminárias em cobre e revestimentos de parede "da moda".

Eu tenho 24 anos e, volta e meia, me pego numa cobrança horrível de ter que reformar, de ter que isso, de ter que aquilo...
É claro que eu gostaria de reformar e mobiliar tudo do jeito que sempre quis, agora, nesse momento, se possível. Mas vamos colocar uma coisa nas nossas cabecinhas: cada coisa tem o seu tempo, cada um tem necessidades e economias diferentes. Alguns farão agora, outros farão depois.
Não vamos deixar que a "moda" nos entristeça. Não vamos tirar o foco das nossas prioridades porque nossa casa não está do jeito que todas as outras que vemos na internet estão. A vida real não funciona assim.

Vamos nos inspirar sim. Vamos fazer painéis no Pinterest sim. Mas que façamos isso de forma consciente e sem ansiedade nem cobranças sem sentido.

Enquanto isso, vou tentando me policiar em relação aos meus pensamentos e emoções sobre esse assunto e fazendo tudo o que posso, com o dinheiro que posso, quando eu posso.
Pallets tem nos salvado e nos ajudado a juntar dinheiro para outras prioridades que temos no momento. No final das contas, os móveis temporários vão fazer parte da nossa decoração final.
Mesmo quando mobiliarmos a casa inteira, serão esses, os móveis feitos pelas nossas próprias mãos, debaixo de sol quente e depois de muita dor nas costas, que serão as atrações principais da decoração.

Uma casa tem que dizer sobre quem mora lá dentro e sobre o momento em que se passa a vida dessa(s) pessoa(s).

A nossa casinha diz que eu amo meu lar e que cuido de cada cantinho com muito carinho e dedicação. Diz que tenho um marido maravilhoso, que não mede esforços para me ver feliz e que ficou semanas igual um camarão, de tanto sol que tomou fazendo a bancada da minha cozinha.

A nossa casinha diz pra vocês que o simples pode ser lindo, que tem coisas que o dinheiro não pode comprar e que, no final das contas, a "casa dos sonhos" é onde você coloca seu coração para descansar dentro.

14 comentários

  1. Nossa que reflexão maravilhosa, veio em um momento muito propicio para minha vida também, onde eu queria por tudo reformar minha casa e com isso iria me sacrificar demais, pois pra deixa-la exatamente como quero vamos gastar um nota, só que a alguns dias atras meu marido parou, pensou melhor e disse que não iria começar a reforma por agora e que não iria entrar em dívidas e mais dívidas pra poder realizar nosso sonho, quando ele me falou isso inicialmente eu levei um choque e achei que ele não queria dar importância pro meu "sonho" na qual eu queria tanto, porém parando pra analisar melhor eu pude perceber que entrar em dívidas pra realizar um sonho não seria tão prazeroso e que a casa que eu tenho hoje atende muito bem as nossas necessidades e que planejar melhor para realizar esse sonho seria a melhor opção. Claro que eu quero aumentar minha casa e mobiliar exatamente como sonhei mas não quero que isso se torne um peso nas nossas vidas, nem que isso atrapalhe a nossa Paz. Eu amei o texto perfeitoooo, que sensibilidade ao escrever e desconstruir os padrões de "casa dos sonhos". Bjos Letícia !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!!! Fico muito feliz de ter ajudado nessa reflexão!
      Nós duas estamos passando pela mesma situação, porque sei que quando mostraram a casa pra você, mostraram a casa reformada primeiro. Quando mostram como realmente vão entregar, dá um decepçãozinha mas logo a gente pensa que vai poder fazer igual. No final das contas não é assim que funciona pra todo mundo. Muitas pessoas aqui já reformara, aumentaram a casa e mobiliaram da forma que sonharam, mas a nossa hora vai chegar! Enquanto isso faça como a gente, vai comprando uma coisinha por mês (mesmo que seja um vaso de plantas). Ontem compramos algumas coisas para o banheiro e já me deixou tão feliz!!!!
      Beijinhos

      Excluir
    2. É verdade ficamos sonhando com a reforma exatamente por causa da casa modelo que nos mostraram (que é muito linda por sinal), mas agora estamos bem mais tranquilos e com os pés no chão, porém continuamos focados no nosso objetivo e planejando tudo. Ha adorei a ideia de comprar uma coisinha cada mês assim aos poucos fica com a nossa cara !! Bjos, obrigada pela dica ..

      Excluir
  2. Me identifiquei tanto com esse texto... eu estou para casar, e sempre procuro inspirações para casa, ou casamento. Mas o que mais encontramos são vlogueiras fazendo reformas exorbitantes, com engenheiros, piscinas, móveis planejados, decoradora de interiores...
    Na verdade, isso acontece não só com reforma, mas até com vídeos de maquiagem e etc, aonde elas vão fazer uma meke “com produtos básicos” usando bases da MAC por exemplo (rindo agora).
    Então, percebi que assistir a tudo aquilo me fazia mal, porque sentia que aquilo sim era vida, só chegando naquele patamar de riqueza eu seria feliz como elas pareciam ser nos vlogs.
    Então, sentei para analisar tudo que eu já tinha conseguido com meu noivo. Percebi que eu não queria simplesmente uma ”casa dos sonhos”, mas que eu queria um lar. Um lar aconchegante, onde a tarde pudesse ler meus livros, correr com meus cachorros, assistir TV com meu futuro marido... e que tudo isso eu já tinha! eu não precisava daquele luxo excessivo. Percebi que somos capazes de realizar nossos sonhos, e que eles são bem melhores quando os realizamos com nossas próprias mãos.
    Amei muito seu texto Sally, vou levá-lo para a vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, fico muito emocionada de ter lido isso!
      Você falou tudo: o mais importante você já tem! Quanto à padrões de vida mais elevados, a nossa sociedade é completamente capitalista. Nós nascemos e crescemos nesse sistema e a riqueza nos faz brilhar os olhos.
      Daí eu paro para pensar se as pessoas sabem mesmo o que estão buscando quando correm atrás de dinheiro. Por acaso o amor, uma vida tranquila, a paz de se sentir em casa mesmo não tendo tudo que as pessoas que nos são padrão tem não é muito mais valioso?
      Que essa seja nossa oportunidade de repensar nossos valores e ficarmos cada vez mais felizes por termos o essencial!

      Excluir
  3. Realmente, acho que esse texto caiu muito bem pra muitas de nós!
    Como a internet nos faz "pirar na batatinha" as vezes...
    Ultimamente tenho coloca com toooda as minhas forças meu coração pra descansar no Senhor, e lendo tua última frase percebi que essa é nossa casa dos sonhos...

    Beijos, Sally!
    Amo ver o Senhor em ti! Que Ele te abençoe ainda mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, a internet! Ajuda tanto e atrapalha tanto ao mesmo tempo hahahaah!
      É saber como usar ao nosso favor, sem pirar!

      Descansar no Senhor é o melhor que fazemos. Ele é quem nos supre e nos dá todas as coisas!
      Um super beijo e fiquei muito feliz com sua última frase! Meu objetivo é ser usada por Ele <3

      Excluir
  4. Exatamente! rsrs. Construção e decoração é uma barra! mais aos poucos tudo vai se organizando.

    Estou na luta! é muita opção, desde o mais caro ao mais simples, mais que da pra fazer de todas as formas e gostos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que essa luta não tem um fim tão rápido! Vai demorar, mas que estejamos sempre com o coração tranquilo em relação à isso!
      Agora estou indo com mais calma! Foi muito bom desabafar aqui e ver que ajudei muitas pessoas que estão passando pelo mesmo!

      Beijos

      Excluir
  5. Que texto lindo Letícia. É exatamente isso que acho, me pegava triste as vezes por essa besteira de comparar minha casa (que graças A DEUS conseguimos construir) com a casa dos outros. Eu quero fazer dessa forma, conseguir cada decoração, cada móvel, com trabalho e tempo, nada fácil sabe, pra poder dar valor e ter sempre uma boa história pra contar!

    Você e essa sua linda mania de nos trazer reflexões de coisas que estamos passando! Bjs

    www.modernaamodaantiga.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se deixei entristecer por isso! Se a gente focar nas bênçãos, as coisas que nos estressam são tão pequenas!
      Parabéns pela sua casa! Muitos não conseguem e você conseguiu! Agradeça sempre à Deus por isso!

      Um super beijo!

      Excluir
  6. Nossa , que lindo esse pensamento ! Eu estou nessa situação , meu noivo trabalha sem registro em uma sorveteria, nao tem emprego fixo ainda , eu faço bicos de finais de semana em uma lanchonete. E vejo cada dia mais a tão sonhada " casa completa " indo embora (..) Mas hoje , esse texto me fez refletir, te acompanho a um bom tempo e vi e revi varios e varios videos de casamento e tudo mais. Como toda mulher vivo fuxando o pinterest atras de coisas pra fazer. Mas hoje meu pensamento é outro, como voce hoje. Eu graças a Deus , nos temos o terreno e dinheiro quase que suficiente pra construir uma casinha simples pra nos abrigar. E isso me faz ser feliz , isso me faz se sentir privilegiada ! Eu adoro acompanhar a saga de voces atras de coisas DYI pra fazer , e acho isso completamente maravilhoso, nada melhor que algo que tenha a sua marca , o seu registro , isso vai alem de moveis planejados, alem de porcelanato no chão ! E eu fico super feliz de acompanhar voce , e de voce ser realista , de colocar o pe no chao de suas leitoras.. E eu espero que coração , que mesmo na casa com moveis " de paletts " ou na casa com moveis " caros e mandados fazer " , voces consigam ser feliz com pouco, pq o pouco com Deus é muito , e isso é oque realmente importa ! Eu adoro voces , beijos :*

    ResponderExcluir
  7. Precisava tanto ler isso. Vou casar daqui há uns anos, se Deus quiser, e sempre fico com medo de não ter minha casa, de não ser como eu sempre sonhei. E acabo me cobrando demais, ficando louca demais, e isso só me faz mal.
    É bom ler outras experiências pra ver que to enlouquecendo a toa rsrs
    Muito muito obrigada <3

    ResponderExcluir
  8. Podem até dizer que isso é conversa de fracassado, mas eu amo garimpar coisas bonitas com preços que posso pagar. Amo ver o resultado de coisas que ficaram bonitas sem precisar gastar muito dinheiro. Ter condições de comprar a casa dos sonhos e mobiliar com móveis planejados e objetos caríssimos, de lojas onde as ideias vem prontas, parece bom, mas para mim é muito frustrante.

    ResponderExcluir