Namoro à distância: Nos conhecemos por um aplicativo de celular!


"Como nos conhecemos? Não foi da maneira mais convencional, mas foi bem a nossa cara, bem surpreendente, aliás como tudo em nosso namoro.
Um dia baixei um aplicativo no meu celular que uma amiga havia indicado, como sou comunicóloga, gosto de conhecer coisas novas para estar bem antenada. Nesse aplicativo, você tinha acesso a conhecer várias pessoas, poderia filtrar por assuntos em comum, e como tinha conexão com o Facebook, conseguíamos ver amigos em comum. Você dava um “like” nas pessoas que achava interessante, e caso ela também desse um “like” para você, então abria uma bate papo.

Eu gostei dele, e ele gostou de mim. Tínhamos várias coisas em comum, como estudar na mesma Universidade, ter feito o mesmo curso e alguns amigos. Nossas conversas foram ficando cada vez mais frequente, fomos nos conhecendo cada vez mais. Havia apenas um problema: eu morava em São Paulo e ele? No Guarujá! Ou seja, além da Serra tínhamos uma balsa de distância. Como trabalho em Sampa, a cada 15 dias descia para a casa de meus pais em Santos para visitá-los. Em uma dessas descidas nos encontramos, e para variar, na praia. Era Janeiro, e o dia estava lindo. Eu atrasei 1 hora, e, francamente, achei que ele não iria esperar. Mas quando eu cheguei, lá estava ele.

Me apaixonei na hora por aquele sorriso largo, verdadeiro e alegre. Ele tem um jeito especial de me cativar, seu jeito tão verdadeiro, sua alegria, seu sorriso, enfim... Não preciso nem dizer que levou pouco tempo para eu estar completamente apaixonada por ele. Cheguei a fazer uma viagem para outro estado, e ele fazia questão de se fazer sempre presente. E era incrível como eu sentia saudades dele, a cada dia mais.
Desde então começamos a nos encontrar com mais frequência. Não demorou muito para começarmos a namorar. Ele quem me pediu em namoro, e aí comecei a descer todo final de semana.

O namoro à distância tem suas vantagens, pois estar longe aguça ainda mais a saudade e quando nos encontramos, não existe nada melhor do que abraçar e ouvir a voz de quem se ama.
Estamos juntos há cerca de 3 meses. Não é fácil ficar longe e por mais que eu queira, hoje já não consigo descer todo final de semana. Então você começa a valorizar cada minuto lavando a louça e conversando. Para amenizar a saudades, costumamos mandar mensagens de voz um ao outro, enviamos vídeos, ele costuma gravar vídeos cantando e tocando violão, e eu fico cantarolando pra ele.

Descobri que a saudade é uma pessoa, e tem nome e sobrenome, e ela aumenta a cada dia, pois sentimos saudades daquilo que é bom e não está ao nosso lado. Mas a distância tem seu lado bom, faz com que toda vez que nos encontremos seja um evento, algo especial. É sempre o mesmo frio na barriga do primeiro encontro. Vivo toda vez a mesma sensação daquela tarde de Janeiro. Namorar a distância requer criatividade, e acabamos cultivando mais os sentimentos que contribuem para um relacionamento saudável e duradouro, pois requer muita cumplicidade, amizade, respeito e principalmente confiança. E isso só fortalece ainda mais o relacionamento. O resto, ah... a gente dá um jeito! Pra quem consegue namorar a distância, não existe nada tão complicado que não seja possível.

Essa é a minha história. Nesse fim de semana estamos longe um do outro, e escrever sobre nós só deu mais saudade ainda...

Beijos,
Milla Furtado."

Nenhum comentário