A espectadora da sua própria história


Talvez o meu grande problema seja analisar e te entender como faço com filmes.
Acabo sendo subjetiva ao extremo.
Vejo importância demais nas cores à sua volta. "Porque você está usando vermelho hoje? Está apaixonado?" ou "Porque o cenário hoje está está em tons lavados e escuros? É o nosso fim?"
O meu grande problema é que eu não vivo os nossos momentos. Eu os assisto como uma mera espectadora. Fico na fissura de gravar seu sorriso na minha memória. Desenvolvi o meu olhar especialmente para isso.
Acabo te sentindo apenas como me sinto após assistir um romance. Acabo transformando isso em drama, no final das contas.
Você costumava me olhar em câmera lenta, mas o tempo correu acelerado.
Quando dei por mim, os créditos estavam subindo. Teu nome estava acima do meu.
Foi sempre assim que vi você, como o protagonista da minha própria vida.
Talvez esse tenha sido o meu grande problema.

Um comentário

  1. Sally, que texto mais lindo! <3
    "Foi sempre assim que vi você, como o protagonista da minha própria vida." ♥♥♥
    Camilices

    ResponderExcluir