Silêncio


Eu estava nessa fase de fotografar tudo em preto e branco, geralmente pessoas ou objetos como um grande espaço vazio do lado esquerdo do peito enquadramento.
Percebi que não saía de casa há uma semana e ouvia músicas instrumentais de vinte minutos de duração. Cada uma.
Por falar em tempo, a maior parte dele eu passava em cima do sofá com o notebook no colo. O mais perto que eu tinha de uma vida social.
E foi justamente numa página branca e azul da internet que você apareceu na minha tela e depois na minha vida.
Agora cá estou eu duplicando a medida de leite para fazer duas xícaras de cappuccino ao invés de uma e isso é muito novo pra mim. Muito estranho, muito rápido, muita xícara e muito açúcar. Mas não que eu esteja falando do cappuccino.
Passo em frente ao espelho do corredor enquanto levo nossas canecas para a sala. Levo dois segundos para reconhecer meu próprio reflexo. Cabelos soltos, rosto corado e camiseta larga que me cai como um vestido. Aliás, vejo que você me caiu muito bem. Mas não falo nada, os diálogos mais sinceros são aqueles que nossos olhos desenvolvem.
Aí você resolve quebrar esse silêncio e sussura que nunca me vê entrar no cômodo, que nunca ouve meus passos dizerem que estou me aproximando.
Mas, meu bem, se estou andando na ponta dos pés
é só porque não quero acordar a solidão.

10 comentários

  1. Sally esse é o mais lindo que já li aqui!
    "Mas, meu bem, se estou andando na ponta dos pés
    é só porque não quero acordar a solidão. "
    Sabe,existe aqueles textos que te lê,uma contradição não achas?! Mas assim são,te lêem,re-lêem e te escrevem brincando no pé da letra dos sentimentos,de uma forma bonita e verdadeira.Uma tamanha travessura!E poucos são os que fazem isso,os seus fazem,me lêem e me escrevem,me traduzem e me tomam de uma tal maneira absurda,eu gosto disso,gosto dessas palavras que são de longe um derramar da alma e um sorriso do coração!
    Camilices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei emocionada com seu comentário, Camila!
      Muito lindo isso que você escreveu e é bem verdade. Têm textos que nos lêem!
      Muito obrigada por isso <3

      Excluir
  2. Lê, to adorando teus textos.
    Nesse me identifiquei, de verdade.
    Beijocas!

    http://mairacaetano.com/

    ResponderExcluir
  3. Sabe quando você lê um texto e quanto termina fica de boca aberta? Esse foi assim pra mim, ele é simples e transmite tanta coisa boa que a maioria dos textos gigantes e todo empapuzados não passam uma fagulhinha de vontade de ler de novo. Ta de parabéns Sally sua linda hahaha *--*

    ResponderExcluir
  4. Que liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo ♥
    Adorei esse texto é muito eu.

    ResponderExcluir
  5. Que texto mais lindoooo!!
    Os meus livros favoritos são de autores que escrevem nesse mesmo estilo do seu texto!
    Parabéns, você escreve muito bem :)

    http://4demarco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindo, Leti *-*

    Parabéns viu? Você escreve MUITO bem ♥

    ResponderExcluir
  7. Puxa, adorei! Você escreve muito bem, me deu uma ideia até: Que tal me enviar um de seus textos que você mais gosta ou quer divulga-lo, assim publicarei no meu blog. Seus textos são uma graça e me inspiram muito =)


    Beijos!
    http://borboletasnacabeca.jkg.com.br

    ResponderExcluir