Pretérito perfeito




Eu tive você.
Tive todos os seus sorrisos, seus olhares, sua atenção. Tive seus longos abraços.
Também tive suas mãos quentes, seu cheiro na minha roupa e seus recados em algumas páginas do meu livro favorito.

Eu tive você no momento em que te vi passando no meio daquela multidão.
Eu tive você e continuarei te tendo em algum lugar dentro de mim que não quer ser desocupado e, de tudo que eu tive, hoje me restaram apenas uma música e três fotografias que não me atrevo a emoldurar.

Eu tive você.
Hoje eu tenho só algo de você.
Tenho a impressão de que, quando nos vemos, abrimos uma caixinha de recordações e ficamos falando sobre cada fragmento lá guardado.

Eu tive você e vice-versa.
Há 36 minutos atrás eu te tive de novo.
Mas o tempo não deveria ser nossa medida.
Que pena!
Tarde demais pra descobrir isso.
Tarde demais. Não te tenho mais.

Um comentário