Será?


Ninguém me disse que não seria fácil, não da maneira que é. Eu só sei porque sou eu que estou sentindo, mas não me peça pra descrever.
Será que você sabe?
Será que você ainda toma seu descafeinado na caneca de fotos que mandamos fazer iguais e se lembra daquelas nossas manhãs?
Pois é... eu não tenho mais a minha caneca. Quem me dera não ter todo o resto dentro de mim.
Todas as manhãs de hoje eu engulo o ontem com muita cafeína não contando mais com algo diferente amanhã e nem depois. Não mais.
Será que você sabe?
Será que você sabe que eu traio a mim mesma todas as madrugadas pensando em como tudo poderia ter sido?
Ah... eu não deveria. Nós não deveríamos.
Hoje eu só coleciono canecas brancas. Sem fotos. Mas percebi o quanto pareço uma idiota tentando te substituir contigo mesmo.
Mas que pena. Isso não se trata de canecas. Mas talvez se trate de cacos de porcelana jogados pela casa. Sim, aqueles que eu piso todos os dias, agora anestesiada, por falta de não-sei-o-quê para jogá-los no lixo.
Será que você sabe?
No fim das contas acho que eu é quem não sei.
Não sei se compro uma cola ou uma vassoura.

Um comentário