I believe im MY victory

Eu acredito em prelúdios, em antecipações que a vida me dá de presente para que eu possa ficar bem, mesmo sem saber se eu ficaria, mas eu sempre acabo sabendo. De alguma forma.
Essa história é contada do final. Não exatamente do final, porque nada acaba de verdade.
Esse fim é só o fim de um ciclo, de uma fase, mas, principalmente, do começo de outra. Com formas, cores e sentimentos concretos.

"I Believe in Your Victory". Alguém sussurrou isso no meu ouvido. Duas vezes.
Acho que foi Deus. É, foi Ele.
Essa paz só estaria dentro de mim se fosse colocada por Ele, e eu não precisava ouvir mais nada.

2012 agora é um lembrete, um post it amarelo na parede do meu coração que diz: "Olha só pra você, tu conseguiu, menina!".
Foram 3 longos anos de constante mudança, tanto interior como exterior. Mas não consegui sozinha não. Na verdade eu tive muita ajuda...

Eu encontrei muitas pessoas e fui encontrada por muitas outras. Levarei todas elas no pensamento e algumas no coração.
Conquistei perdão, amizade e companheirismo.
Aprendi a deixar o que não importa pra trás e aprendi que ser deixada pra trás é bom para saber quem realmente se importa comigo.

Eu penso muito sobre como conseguia ser da forma que era. Não agia nem pela razão nem pelo coração. Agia pela raiva e pelo egoísmo de alguém que não sabia quem realmente era e apostava todas as fichas em um futuro cheio de nós e não de laços.
Mas eu sempre existi dentro de mim mesma, só me escondia há algum tempo.
Eu queria ser diferente de tudo e de todos, mas não pelas razões certas. Então eu passei boa parte da vida sendo um rascunho, um rabisco sem cor e sem forma concreta.

Nenhum comentário