Aprender a voar

Ela sempre soube que um dia as coisas mudariam, que a dependência tinha seus dias contados e que chegaria a hora de partir.
E chegou.


Ela também sempre acreditou que tudo na vida sofre antecipações. Que, assim como nos filmes, a vida daria sinais de mudanças que ocorreriam em breve, só para preparar o espectador para o que estava por vir.
E então esse pequeno ser aparece em sua casa, em sua vida, só pra lhe dizer que ela estava sendo cuidada e ensinada para voar com suas próprias asas quando estivesse pronta.

Em pouco mais de um mês ela estará pronta e irá em busca dos seus sonhos. De tão ansiosa que estava desde que decidiu isto, agora ela está com um frio na barriga.
Ela ri pensando nisto.
- Como eu não pensei que as coisas iriam mudar tanto? Que eu deixaria tanta coisa pra trás para ir atrás do que eu quero conquistar desde sempre?


Mas a vida é assim, cheia de desapego. As pessoas deveriam desapegar-se também (mas não é fácil). Na verdade as pessoas "deveriam" muitas coisas, mas elas são apenas pessoas, então, melhor que sejam elas mesmas, melhor que voem por elas mesmas e realizem o sonho delas mesmas sem medo do desapego. E se um dia houver a necessidade de desapegar-se desse sonho para correr atrás de outro, que assim seja!
"Que assim seja." disse ela, agora com convicção.

Um comentário