6 on 6 - Abril


É pelo 6 on 6 que eu percebo que o tempo está voando. Mês passado eu esqueci, esse mês tive um dia seis tão corrido, com visita, dando faxina (vida de dona de casa não é fácil, viu? pense nisso quando sair da casinha da mamis) que quase me esqueci. Estou postando 1 dia atrasada, mas vou colocar na data certa para não perder o sentido.

Como está tudo muito corrido, escolhi um ensaio fotográfico para postar aqui.
Essa é a Alice e eu estou fazendo o acompanhamento dela desde recém nascida!






Para continuar vendo as fotos do projeto:

Que seja de amor


Ta chovendo lá fora, mas a tempestade mesmo está aqui dentro.
Tem um mar debaixo dos meus pés. Poderia estar orgulhosa, afinal eu que o fiz.
Deveria estar orgulhosa também desse meu talento para afastar as pessoas, dessa guerra que acontece o tempo todo dentro de mim, porque nenhum dos meus "eus" sabe quem realmente são.
Nesse mar, meu querido, você é um barco naufragando. Minhas ondas estão te puxando para baixo e você nem luta contra isso.
Você sequer move um passo e toda noite é assim. Eu, com minhas ondas e tubarões, acabo com seu lindo barco. Acabo com você, que aparece lindo e sereno na praia pela manhã. A água te cobre na areia e volta. Ela volta, só o ar em seus pulmões que não.
E é nesse pesadelo que eu, sem querer, te sufoco e afogo nesse meu amor doentio, tão doentio quanto o seu, que não quer nadar, e acaba sempre morrendo nessa mesma praia.

3 coisas que atrasam a nossa vida


Quando eu acordo, o primeiro pensamento que passa pela minha cabeça é: "o que eu tenho que fazer hoje?". Fico uns dez minutos na cama ainda, tentando descobrir por onde começar.
Pois é, eu gostaria de pensar "oh, que dia lindo!" ou então "ah, olha só os pássaros me dando bom dia". Mas não, minha vida é corrida e eu nunca tenho pensamentos fofos quando acordo. Na verdade eu até sonho com todas as minhas responsabilidades do dia, pirem.
Essas questões me fizeram refletir sobre minha saúde e meu estado emocional atuais, e não tá nada bom pro meu lado. Por isso eu fiz uma lista de coisas que atrapalham a minha vida de ser tranquila nesse sentido.
Vamos ao que interessa. Lembrando que não sou psicóloga ou qualquer outra coisa do tipo e tudo que escrevo aqui foi aprendido com a vida mesmo, com minhas experiências e minha visão do mundo.

1. Falta de prioridades
Quando você acha que todas as coisas que você tem que fazer são igualmente impotantes, você não vai conseguir decidir por onde começar, pode acabar fazendo tudo de uma vez e, no final das contas, nada fica pronto nem resolvido.

Solução: Faça uma lista e numere o que precisa ser feito o quanto antes. Marque os ítens que podem esperar um pouco e coloque na cabeça que se não der para resolver estas últimas coisas, isso não fará diferença para hoje. Elas podem virar prioridades amanhã, então desencana!

2. Tempo mal aproveitado
As vezes queremos tanto terminar nossas responsabilidades no dia, que nos esquecemos de ter um tempo de qualidade para refrescar a mente, descansar, espairecer para continuar renovados. Isso é um grande mal e pode causar problemas de saúde como LER, no caso de ficar muito tempo digitando, por exemplo, ou problemas de estômago quando não nos alimentamos na hora certa, na quantidade certa e nem alimentos saudáveis.
Sempre quando penso em tempo, me lembro do filme "About a boy", ou "Um grande garoto", em português. Lá, o personagem de Hugh Grant divide as atividades do dia em "frações de tempo". Cada fração tinha meia hora, então ele poderia, por exemplo, gastar três frações de tempo na academia, uma fração de tempo vendo televisão, quatro frações de tempo lendo, e assim por diante.

Solução: Estabeleça frações de tempo para cada ítem da sua lista. Por exemplo, a atividade prioritária do dia pode ter mais frações de tempo que o segundo tópico e assim por diante. A cada uma hora, pare um pouco, dê uma volta de 5 minutos, alongue o corpo, beba água e, a cada três horas, lembre-se de se alimentar.

3. Falta de tempo de qualidade
Em meio a tantos afazeres, nos esquecemos que temos relacionamentos para cultivar, sono para colocar em dia, músicas boas no iPod esperando para serem ouvidas, etc. Isso pode causar um estresse emocional muito grande a longo prazo. Nos casos mais graves isso pode até desgastar casamentos e relacionamentos familiares.
Ainda na mania de comparar tudo com filmes, em "O diabo veste Prada", Nigel, o personagem de Stanley Tucci, diz: "Só me avise quando sua vida pessoal virar fumaça. Quer dizer que será promovida."

Solução: A vida não é só trabalho. Sou contra aquela ideia de "ahhh, quando eu aposentar poderei aproveitar a vida". Quem te garante isso? Quem garante que você vai estar vivo até lá? Ou as pessoas que você quer aproveitar a vida junto?
A vida é aqui e agora. Não levamos nada material quando partimos daqui. Então viaje, passeie, ria, chore junto, ande de mãos dadas, durma abraçado, veja o sol se pôr, veja o sol nascer, dance na chuva. Seja "brega". Seja feliz com quem importa para você.

É isso, pessoal. Acho que a gente pode deixar a vida mais leve, mesmo com tanta correria e tantas responsabilidades.
Vamos fazer isso dar certo. A gente consegue :)
Beijos e até a próxima!


Tira a bandana do armário!


Hoje foi um dia difícil, assim como essa semana inteira está sendo. Me falta ânimo para tudo, inclusive para me vestir e me arrumar, mesmo que seja para ir trabalhar.
Estou me recuperando da famosa "virose" que está atacando novamente. Fazem semanas que eu não lembro mais como é viver sem dor de cabeça e cansaço.
Acho que esses dias ruins fazem a gente sair um pouco do comodismo. Fui no guarda roupas e peguei justo a camiseta que eu não usava ha quase um ano. Lá na parte de roupas e acessórios que não uso muito, achei as minhas bandanas, aquelas da minha época de Fotolog. Duas delas eu ganhei de uma amiga que conheci por lá em 2007 e guardo com muito carinho.
Nessa vibe de usar coisas diferentes, eu acabei incluindo uma delas nas minhas escolhas e gostei muito. Dá aquele ar vintage, principalmente com batom vermelho e delineador. Aproveitei para realçar a minha pinta perto da boca e pronto. Adorei o resultado. E vocês?









Espero que tenham gostado! Uma das minhas maiores inspirações na hora de montar look assim é a Andressa Damiani.
E aí, quem usava/usa/tem vontade de usar bandanas?

We and Sally - Março (2014)


Oi, pessoal!
Estou muito feliz com o post de hoje. Inaugurei uma nova categoria brincando com o nome do blog. Aqui eu irei reunir algumas fotos que vocês adicionaram esse mês no nosso lindo grupo no Flickr! Minha vontade era de postar todas, mas não tem jeito, né? Foi muito difícil separar apenas algumas, pois não tem como não suspirar passeando pelo grupo! Tá cheio de fotos maravilhosas, de verdade! Dá só uma olhada nessa primeira galeria:

Carol da Rosa
Sarah Outeiro
Hayley
Alana Goiabeira
Katherine
Caroline Azevedo
Francine de Mattos
Gabi Siqueira
Faby Tsukino
Ali Beatriz
Queria muito ter colocado mais fotos aqui, mas vocês podem conferir todas clicando neste link. Adicione suas fotos também! E lembre-se de liberar o download das suas fotos no Flickr para facilitar a minha postagem aqui no blog. Infelizmente não adicionei algumas por esse motivo, estavam desabilitadas para baixar.

Estou ansiosa pelo post do mês que vem. Tenho certeza que vou me surpreender com as fotos apaixonantes de vocês!
>